quinquagésimo quinto mínimo

Saber escutar e saber ler acabam sendo a mesma coisa. Quem lê bem, escuta bem. Os livros ensinam a fala. Os ouvidos ensinam a palavra.

quinquagésimo quarto mínimo

as palavras, sombra das coisas, passam perto da memória, recuam e se escondem, mas sempre acalmam no final da tarde.

quinquagésimo terceiro mínimo

Eu quero um lugar selvagem. Um lugar ignorante das coisas. Um lugar que eu possa estar sempre novo e cru.

quinquagésimo segundo mínimo

Porque o desamor também faz recolher as cascas…

quinquagésimo primeiro mínimo

fica com os deuses
sem os adeuses

quinquagésimo mínimo

Não escrever para um escritor é de uma solidão assustadora!

quadragésimo nono mínimo

Tanto vento por tão pouco pó …. melhor ficar só!