as palavras, sombra das coisas, passam perto da memória, recuam e se escondem, mas sempre acalmam no final da tarde.

Anúncios